fbpx

O fenômeno dos logo

Oieee! Bem vinda a YSSA! Nós somos uma agência de Marketing de Moda 360° composta por profissionais qualificados e dedicados. Nossa paixão é fazer acontecer todos os dias, causar o “Efeito UAU” para os nossos clientes, para o mercado e para os nossos alunos. Cuidamos desde o Planejamento Estratégico dos nossos clientes até a execução dos projetos e redes sociais, além de criação de logos e naming para marcas de moda. Construímos junto aos nossos clientes e alunos uma história cheia de propósito e conquistas.

Quando você escuta Chanel, Louis Vuitton, Burberry, Versace ou Prada, você consegue de memória lembrar de seus logos, correto? As letras entrelaçadas das 3 primeiras, a cabeça da Medusa da segunda e o icônico triângulo da última são tão fortes que já deixaram de ser logos para se tornar símbolos de luxo.

E é sobre isso que vamos falar hoje, sobre a história, a importância e curiosidades à respeito de alguns logos de casas de moda mais famosos do mundo.

Para começar, um ensinamento básico de design, o logo pode ser representado de várias maneiras; pelo próprio nome da marca (tipográfico), pelo símbolo (ícone) ou por a combinação das duas.

Por que um logo é tão importante assim? O logo, provavelmente, é o primeiro contato visual que uma pessoa tem com uma marca, e através dele já se deve ter uma noção, não necessariamente do seu produto, mas do seu estilo de vida e posicionamento de mercado.

Você não consegue imaginar o McDonalds sem o seu famoso M, não é? Isso é o objetivo desejado com qualquer logo, que ele vire uma parte intrínseca da memória do consumidor e que eles associem diretamente a marca.

A gente quis trazer dois pontos icônicos sobre a criação de logos para o mundo da moda.

Você sabia que até hoje um dos logos mais famosos do mundo da moda ainda é um mistério? A criação dos icônicos C’s da Chanel ainda não é totalmente reconhecida. Alguns especulam que a inspiração foi o Château de Crémat, um vinhedo no sul da França onde a Coco Chanel fazia pesquisa sobre perfume. Outros dizem que é referência ao vitral do orfanato onde a estilista cresceu.

Os super reconhecíveis (e até um pouco saturados) LV’s da Louis Vuitton tiveram na sua criação a intenção contrária do porquê eles se tornaram tão reconhecíveis. As várias cópias das famosas bolsas iconográficas fizeram com que o logo fosse massificado, mas esses mesmos monogramas foram criados como forma de prevenir falsificações em 1896.

O que fazer quando o logo foi criado no começo da marca e não condiz mais com o seu propósito? A identidade precisa passar por um “rebrand”, o que é isso? É uma nova criação de identidade visual para a marca, pode ser no estilo “joga tudo fora e faz de novo” ou só “atualizar o que já existe e fazer uma repaginada”.

Caminhando com as tendências do design gráfico, por volta de 2017, as grandes casas, como Yves Saint Laurent, Balenciaga, Balmain, começaram a realizar rebrands. Como forma de atualizar as marcas para o “mundo atual”, buscaram trocar seus logos com tipografias específicas por uma versão com letras mais “clean” e retas.

Mais do que se desvencilhar visualmente à padrões estéticos antigos, as marcas buscam com essa mudança se afastar da imagem de seus criadores. Não é novidade que a sociedade anda para uma direção mais ativista e política. E por isso, marcas tentam quebrar a conexão com o seu passado “polêmico”.

Apesar de nobre, os resultados dessas alterações podem não trazer benefícios, pois podem perder a originalidade e individualidade construída.

No caminho contrário e na busca da sua própria identidade, Celine buscou inspiração no seu passado e perdeu o seu acento. Modificando para seu logo com referências do seu antigo dos anos 60, a marca tirou o acento e espaçou suas letras de modo a se tornar mais minimalista.

Existem diversos tópicos e pontos que podemos abordar em relação à temática de logos, mas a questão principal com esse post, é a ideia da identidade, seja criando uma tão forte que se torne intrínseca ou tomando decisões decisivas para uma possível mudança.

Com esse mercado a gente sempre tem muito à aprender e se inspirar pois as cobranças são muito fortes e as decisões sempre muito impactantes para o mercado.

Conta pra gente, o quanto você se preocupa com a sua logo?

Quem desenvolveu esse post?

Olá! Tudo bem?

Eu sou Rayssa Thomaz, idealizadora da YSSA Marketing de Moda, uma agência de projeção nacional que atende marcas dos mais diversos nichos dentro do nosso segmento.

Sou formada em Publicidade e Propaganda, especialista em Marketing pela FGV e em gestão pela PUC/RS.

Há 10 anos tive minha primeira experiência como assistente de marketing de moda e soube que nunca mais largaria a área.

Desde então, já atuei como Gerente de Marketing de grandes empresas, através da YSSA ajudei mais de 200 marcas de moda de todo o Brasil a tornarem as suas marcas cada vez mais fortes, relevantes e lucrativas.

Quem escreve?

Rayssa Thomaz

Criadora e fundadora da
Yssa - Marketing de Moda

Quer receber novos conteudos?

Posts relacionados

Fotografia de moda

Oieee! Bem vinda a YSSA! Nós somos uma agência de Marketing de Moda 360° composta por profissionais qualificados e dedicados. Nossa paixão é fazer acontecer todos os

Branding para Marcas de Moda

Oieee! Bem vinda a YSSA! Nós somos uma agência de Marketing de Moda 360° composta por profissionais qualificados e dedicados. Nossa paixão é fazer acontecer todos os

Nossos produtos

Templates, planilhas e processos

Ferramentas para ajudar no dia a dia da sua marca e aumentar produtividade da sua equipe.

Como trabalhar com Marketing de Moda

E-book’s com direcionado para profissionais de marketing, donos de marcas e iniciantes.

Curso Online Marketing de Moda 360°

Curso online completo com foco na “graduação” de profissionais de marketing e marcas de moda.

Mentoria para pequenas marcas

Mentoria coletiva para pequenas marcas que precisam de mais resultados em curto prazo.